O Mandarim

Hoje vamos ler O Mandarim. O original foi escrito por Eça de Queirós, um dos grandes escritores portugueses do final do século XIX.
Mas a versão que vamos ler hoje não é essa, a versão que vamos ler foi adaptada para os mais novos por Gonçalo M. Tavares, um reconhecido escritor português da atualidade.
Vamos a isso?

O Mandarim


O Mandarim
de Eça de Queiroz
adapt. Gonçalo M. Tavares; ilustr. Helena Simas
1ª edição Julho 2008
Editora Quasi Edições - Semanário Sol
Colecção Clàssicos da literatura Portuiguesa Contados ás Crianças
ISBN 978-989-552-352-8

Obra de Eça de Queiroz adaptada por Gonçalo M. Tavares para os mais novos

 

O Mandarim - Capítulo I

Lê o primeiro capítulo e responde à questão:

 

Devia ou não Teodoro ter tocado a campainha? Porquê?

 

Escreve aqui a tua opinião, lê as respostas dos teus colegas e comenta-as.

O Mandarim - capítulo II

"Uma pobre toda de luto, com o filho encolhido ao seio, estendeu-me a mão transparente. Incomodava-me procurar os trocos de cobre por entre os meus punhados de ouro. Repeli-a impaciente."

 

Quais os sentimentos e valores humanos revelados por esta atitude?


Escreve aqui a tua opinião, lê as respostas dos teus colegas e comenta-as.

O Mandarim - Capítulo III


" Então começou a minha vida de milionário (...) E eu, no entanto, vivia triste..."

 

Comenta este excerto da obra.

 

Escreve aqui a tua opinião, lê as respostas dos teus colegas e comenta-as.

O Mandarim - Capítulos IV a VII


"E foi ele perpetuamente."

Comenta a situação a que a frase anterior se refere.


Escreve aqui a tua opinião, lê as respostas dos teus colegas e comenta-as.

O Mandarim - Capítulo VIII


"Só sabe bem o pão que dia a dia ganham as nossas mãos: nunca mates o mandarim."

 

Comenta a frase anterior.


Escreve aqui a tua opinião, lê as respostas dos teus colegas e comenta-as.

 

Depois da leitura, os nossos alunos dão a sua opinião sobre a obra: